Começa nesta 4ª prazo para suspensão nos pagamentos de financiamentos do BNDES

Medida está incluída em pacote de R$ 55 bilhões para auxílio a empresas durante a pandemia

| MIDIAMAX


Incluída no pacote emergencial anunciado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para socorro às empresas durante a pandemia do novo coronavírus COVID-19, o prazo para suspensão no pagamento de empréstimos começa nesta quarta-feira (25).

 
Empréstimos feitos por empresas nas modalidades direta e indireta poderão obter mais seis meses de prazo. O diferencial em relação aos demais prazos estendidos pelas instituições bancárias é que não serão cobrados juros remuneratórios e principais. Conforme especialistas do setor, as parcelas a serem suspensas serão incluídas no saldo devedor, sendo mantido o valor total da operação.

 

No caso dos empréstimos feitos diretamente com o banco, o limite para as operações é de R$ 19 milhões e a suspensão deve ser solicitada no próprio site da instituição. Já para os indiretos, o montante sobe para contratos de até R$ 11 bilhões, mas é preciso negociar por intermédio do agente financeiro.

 
Além da suspensão nos contratos vigentes, o BNDES anunciou a ampliação nas linhas de crédito de micro e pequenas empresas, contemplando empreendimento com faturamento anual até R$ 300 milhões. Nas operações, os beneficiários terão 24 meses de carência e cinco anos para quitação dos valores.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE