Estado estima vacinar 45% da população contra H1N1, diz vigilância epidemiológica

Vacinas acabaram em Campo Grande hoje e devem chegar na próxima semana

| MIDIAMAX


A coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Gislaine Brandão, afirmou na tarde desta quarta-feira (25), durante uma transmissão ao vivo, que a SES (Secretaria Estadual de Mato Grosso do Sul) estima vacinar contra Influenza H1N1, cerca de 45% da população do Estado. O estoque de vacinas, que já acabou em Campo Grande, deve chegar na próxima semana.

 
O objetivo inicial é imunizar o grupo de risco, como idosos e profissionais da saúde, e o estoque deve chegar toda semana entregue pelo Ministério da Saúde. “Infelizmente, o número de vacinas produzidas no país é limitado, mas deve chegar toda semana. Aconteceu de idosos em grande escala irem se vacinar já no primeiro dia e acabar. Ressaltamos que não precisa de pressa, pois já adiantamos a campanha e deve seguir até 22 de maio”, explicou.

 

A coordenadora também ressalta que neste momento de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as pessoas mantenham medidas de prevenção, evitando aglomeração e higiene pessoal.

 
“Quando o idoso estiver na fila, pedimos que ele pegue a senha, aguarde um pouco afastado e se aproxime apenas quando estiver próximo a ser chamado. Antecipamos a campanha justamente para imunizar contra a Influenza, é importante frisar que não é vacina contra o coronavírus, e se deve manter as medidas preventivas”.

 

A vacinação contra o sarampo deve começar nos próximos dias com estratégias montadas pelos próprios municípios. Começando pelo grupo jovem de 16 a 29 anos. 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE