Não foi arbitrada fiança para o ladrão que tentou roubar um motorista de aplicativo, durante a madrugada de domingo (16), em Campo Grande, na região central da Capital. O bandido não foi ouvido por estar internado em uma unidade de saúde.

 

Nesta segunda-feira (17) será determinada ou não a sua prisão preventiva em audiência de custódia. O autor ainda não teria prestado depoimento já que estaria internado devido aos ferimentos que sofreu por apanhar de colegas do motorista de aplicativo, que tentou roubar.

 

O crime aconteceu por volta da 1 hora da madrugada de domingo (16), quando o motorista teria aceitado uma corrida de dois homens e uma mulher, que buscou na rua Antônio Maria Coelho com destino ao Jardim Aeroporto. Durante o trajeto, o motorista teria se envolvido em uma briga de trânsito com outro homem.

 

Ele, então, teria descido do carro para verificar se havia sido danificado, momento em que um dos homens e a mulher foram embora e o outro anunciou o assalto, ‘perdeu, perdeu’. O bandido fugiu em alta velocidade e a vítima acionou os colegas pelo WhatsApp que havia sido assaltado.

 

Um dos colegas viu o carro e passou a persegui-lo até que na Avenida Gunter Huns, o autor perdeu o controle ao bater as rodas na guia da calçada. Quando desceu do carro, ele foi agredido pelos colegas da vítima. A polícia que fazia rondas pela região percebeu o aglomerado de pessoas e ao parar foram informados sobre o crime.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE