Idosa de 69 anos é a 9ª vítima da dengue em Mato Grosso do Sul

Já são quatro vítimas da doença na Capital e outras cinco no interior do Estado

| CAMPO GRANDE NEWS


Agente de saúde aplica veneno em vasilhame com larva de mosquito (Foto: PMCG)

Mato Grosso do Sul já contabiliza nove mortos provocadas pela dengue em 2022. A última delas é uma idosa, de 69 anos, moradora de Campo Grande, que morreu no dia 6 de maio. A vítima sofria de cardiopatia.

Somente em Campo Grande são quatro vítimas da doença. As outras são mulheres de 37 e 50 anos, e um homem de 46 anos, de acordo com o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde.

Os outros casos foram registrados no interior, sendo uma idosa de 75 anos, moradora de Douradina, e quatro homens de 48, 50, 69, 82, que residiam em Chapadão do Sul, Aparecida do Taboado, Itaporã e Guia Lopes da Laguna, respectivamente.

O número de mortes provocadas por dengue no Estado e registradas até o fim da primeira quinzena de maio já representam 64% das 14 que ocorreram durante todo o ano passado.

Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, somente dez não registraram nenhum caso de dengue neste ano: Antônio João, Bandeirantes, Ladário, Vicentina, Eldorado, Miranda, Pedro Gomes, Bela Vista, Bodoquena e Porto Murtinho. Em Campo Grande são 619 casos confirmados, seguido por Chapadão do Sul (441), Amambai (273), Três Lagoas (265) e Dourados (265).

Combate – A principal medida da população para evitar a proliferação da doença é evitar água parada em qualquer local e época do ano. Além da dengue, o Aedes aegypti pode transmistir o vírus zika e a chikungunya.

As principais ações de prevenção são manter manter tonéis, caixas e barris de água tampados; remover galhos e folhas de calhas; não deixar água acumulada sobre a laje; encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana; trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; manter garrafas e latinhas com a boca para baixo; acondicionar pneus em locais cobertos e tampar ralos.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE