IVINHEMA: Alessandro Petshop reivindicou a padronização do salário de coordenadores e a aquisição de imóvel rural para retirada de terra

| ASSESSORIA CAMARA


Assessoria Camara

Durante a 47ª sessão legislativa ordinária realizada na segunda-feira (02) no plenário da Câmara Municipal, o vereador Alessandro Petshop (PP) realizou 1 requerimento e 2 indicações. Na oportunidade, a sessão foi transmitida em tempo real pela rádio Itapoã FM e pela página do Facebook “Câmara de Ivinhema” para que a população acompanhe o trabalho de cada vereador.   

Alessandro iniciou apresentando um requerimento ao Prefeito Juliano Ferro (UNIÃO BRASIL), para que seja informado uma relação dos imóveis do Conjunto Salvador de Souza Lima que, depois de doados, foram retomados pelo município, assim como, informações sobre os imóveis que ainda estão em processo de retornar para o município.

“Alguns terrenos doados foram devolvidos ao município e cerca de 20 podem ser retomados novamente devido irregularidades. Este pedido é para estar a par de quantos já foram retomados e quantos poderão ser, para que possam ser doados para funcionários do município”, disse Dr. Alessandro.

Em sua primeira indicação, o parlamentar encaminhou ao Prefeito, com cópia ao Secretário de Finanças, pedido para que promovido à padronização do salário dos coordenadores do Poder Executivo Municipal.

Alessandro informou que semana passada conversou com algumas coordenadoras, e lhe informaram que há uma grande diferença de salários entre funcionários que exercem a mesma função de Coordenador: “Alguns ganham R$ 2 mil, outros R$ 4 mil ou R$ 6 mil, e é uma diferença grande de salário mesmo exercendo a mesma função”.

No seu último pedido da noite, feito as mesmas autoridades da indicação anterior e também ao Secretário de Obras, Transportes e Serviços Urbanos, o vereador pediu que seja adquirida uma área de terra na zona rural da cidade, seja regularizada sua licença ambiental junto ao órgão competente, para movimentação da terra a ser utilizada nas demandas de serviços do município.

“Esta indicação faço pela 2ª vez, sendo que a resposta da primeira, em setembro do ano passado, foi informado que já estava adquirindo a área conforme a solicitação. Que eu saiba. até hoje ainda não foi comprado este local e espero que esteja já na última etapa de aquisição, pois somente no ano passado foram pagos R$ 441 mil e este ano R$ 115 mil. É mais de meio milhão de reais em menos de 1 ano e meio. Comprando a área irá reduzir este custo e poderá até ajudar população carente”, justificou o vereador Alessandro.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE