Morre aos 84 anos, o ex-senador Juvêncio César da Fonseca

| CORREIO DO ESTADO


Morreu aos 84 anos em Campo Grande, o ex-prefeito e ex-senador da República e também advogado, Juvêncio César da Fonseca. O político famoso, estava internado no hospital Proncor e faleceu durante a madrugada deste sábado. O velório acontecerá no cemitério Parque das Primaveras a partir das 8h e sepultamento às 15h no mesmo local. 

 

Juvêncio passou por diversos problemas de saúde e há dois meses foi internado por conta de infecção no osso causada por bactérias, ele sofria do problema há anos. Em 2017, chegou a ser internado no hospital Proncor devido a complicações, desde então passou por várias vezes em hospitais de Campo Grande. 

 

Atual prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD) decretou luto oficial de três dias e destacou os bons exemplos que Juvêncio deixou em vida. "Estou triste com a notícia, mas confortado pelos bons exemplos que ele deixou na terra. A ligação que tivemos foi de respeito, eu antes de assumir a gestão, pedi para que ele fizesse uma palestra aos meus secretários para atuarem, eu sempre o chamava de prefeito e pedia conselhos pelas experiências que ele teve", contou. 

 

LEGADO

 

Nascido na Capital do Estado, em 21 de setembro de 1935, Juvêncio formou no curso de Direito pela Faculdade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro (RJ). Foi vereador de 1983 até 1985, quando se candidatou à prefeitura de Campo Grande. Eleito, comandou a cidade por dois mandatos. 

 

Assumiu o cargo de senador da República por Mato Grosso do Sul em 1998, tendo exercido o mandato até 31 de janeiro de 2007. 

 

Já integrou o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), atualmente MDB, o Partido Democrático Trabalhista (PDT), o Partido da Frente Liberal (PFL - atual Democratas) e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE