Após vistoria, Bombeiros liberam hotel vizinho a tapeçaria que pegou fogo no centro da capital

Estabelecimento poderá continuar com suas atividades normalmente

| MIDIAMAX


Hotel - (Foto: Marcos Tenório/Midiamax)

Hotel que fica localizado ao lado de tapeçaria destruída por incêndio nesta terça-feira (23), no Centro de Campo Grande, foi vistoriado pelo Corpo de Bombeiros, que liberou o local para funcionamento. Durante o incêndio que terminou na morte do funcionário Lucas Correia Queiroz, de 21 anos, o hotel foi evacuado.

Na manhã desta quarta, equipes dos Bombeiros também vistoriaram a tapeçaria e concluíram que o local não tinha certificado de vistoria, e o proprietário acabou sendo notificado e multado. Já o hotel que fica ao lado e que poderia ser interditado, foi liberado.

Segundo informações dos Bombeiros, a vistoria aconteceu na manhã desta quarta, e os militares foram fazer a inspeção no hotel, para ver se o fogo que atingiu a tapeçaria, pudesse ter danificado, com rachaduras o local, mas depois de uma avaliação o estabelecimento foi liberado e pode continuar com suas atividades normalmente.

Já a tapeçaria não tinha certificado de vistoria, por isso foi notificada e multada. Os Bombeiros informaram que se o local tivesse o certificado, teria facilitado a saída de Lucas, que acabou morrendo carbonizado dentro do local. A tapeçaria só tinha uma entrada e saída.

Na tapeçaria, na parte dos fundos, tinha uma janela aberta, e amigos e familiares acreditavam que ele pudesse ter saído por lá, mas não aconteceu e ele foi encontrado cerca de 6h30 depois do início do incêndio.

A multa aplicada é de 200 Uferms, o que equivale a R$ 8.512. O prejuízo estimado da tapeçaria é de cerca de R$ 2 milhões. A reportagem tentou contato com o hotel para mais detalhes sobre os problemas causados pelo incêndio, mas não houve retorno até a publicação. 



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE