Quatro candidatos disputarão a Prefeitura de Bandeirantes dia 7 de novembro

| CAMPO GRANDE NEWS


Sede da Prefeitura de Bandeirantes (Foto Divulgação)

Foram confirmados quatro chapas para disputar a Prefeitura de Bandeirantes, a 70 km de Campo Grande. A eleição suplementar será no dia 7 de novembro deste ano. Os candidatos a prefeito e vice-prefeito são de partidos distintos e têm até o dia 10 de outubro para registrar os nomes aprovados nas convenções que se encerraram ontem (07).

Atual prefeito interino, Gustavo Sprotte (DEM) vai tentar garantir a vaga como titular, ao lado de Gideane da Rocha (PTB). Ele tentará repetir o feito das últimas eleições suplementares de Mato Grosso do Sul, em Sidrolândia e Paranhos, que consolidaram o nome dos vereadores na função do Executivo, como prefeitos.

A escolha de Gideane para a vaga de vice se deve pela importância dela ser mulher, segundo ele. 'As mulheres são fundamentais no processo político. Ela é empresária local e filha de ex-vereador. A ministra da Agricultura Tereza Cristina também é nossa parceira. Vamos fazer um planejamento da campanha agora para definir agenda com ela inclusive. Sabemos que temos chance. Vamos trabalhar com muita humildade não falar mal dos adversários', disse Gustavo.

Pelo PSDB vai disputar a Prefeitura Zulene Diniz. Ela foi vice da chapa de Àlvaro Urt (DEM) na eleição de 2020. Apesar de terem ganhando, Urt teve mandato cassado e candidatura indeferida. Agora ela vai se aliar ao Marcelo Abdo (MDB), que foi adversário da chapa em novembro do ano passado. A coligação ainda conta com o apoio das legendas PP e Republicanos.

Já o PSD escolheu lançar a candidatura de Celso Abrantes como prefeito e Welton Borges (PT) como vice-prefeito. Ele é vereador da Câmara Municipal. Também entram na disputa  Milane Paiva (PSC) e Valbinho (PDT). A empresária disputou o pleito em 2020, ficando em terceiro lugar.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE