Em depoimento, suspeito disse que matou irmão à tiros após ser ameaçado por ele

À polícia, ele contou que ficou escondido dentro do carro em uma área rural com medo da família e da polícia

| MIRIAN MACHADO / CAMPO GRANDE NEWS


Casa onde o homem foi morto pelo próprio irmão. (Foto: O Pantaneiro)

Durante depoimento à polícia, o suspeito, de assassinar o próprio irmão em Dois Irmãos do Buriti, cidade a 83 km de Campo Grande, contou que atirou no irmão após ser ameaçado por ele, porém não detalhou o motivo.

Quando prestava depoimento, o homem, de 48 anos, teria ficado cerca de duas horas sem conseguir explicar o que aconteceu no dia no crime, conforme apurado pelo portal O Pantaneiro.

Ele se apresentou na última terça-feira (20) acompanhado de um advogado e contou que após o crime permaneceu escondido em uma área rural, dentro do carro com medo da família e da polícia.

Por não se tratar de flagrante, ele foi ouvido e liberado.

Crime- A mãe dos envolvidos contou à polícia que estava cozinhando na residência da família na última sexta-feira (16), localizada na Rua José Alves Ribeiro, quando escutou barulho semelhante ao de tiro.

Logo em seguida, um dos filhos apareceu segurando arma e dizendo que depois voltaria para explicar o ocorrido. Na sequência, a mãe foi até o quarto de Cláudio, que estava com a porta fechada e, pela brecha, viu a cama do filho vazia.

Momentos depois, familiares olharam pela janela do quarto e encontraram a vítima caída ao chão. A suspeita é de que o tiro que atingiu Cláudio tenha sido disparado de fora da casa, já que a porta estava fechada e o corpo de frente para a janela.

No quarto do autor, foi encontrado uma espingarda calibre 22, com dez munições intactas. Já na varanda, foi encontrado o estojo da munição deflagrada.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE