Pecuarista é acusado de furto de 41 cabeças de gado avaliados em R$ 230 mil

Policiais investigam furtos de gados registrado no município de Presidente Vencenlau, estado de São Paulo

| CAMPO GRANDE NEWS


Policiais civis de Três Lagoas deram apoio para as equipes de Presidente Venceslau, São Paulo (Foto: arquivo / JPNews)

Ao cumprir dois mandados de prisão expedidos pela comarca de Presidente Venceslau (SP), policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Três Lagoas e equipes do Estado de São Paulo descobriram que um dos acusados, de 43 anos, conhecido como Medeirinho, empresário pecuarista, já estava preso.

Acusado de furto de 46 bovinos avaliados em R$ 230 mil em julho do ano passado, Madeirinho, morador de Três Lagoas, já estava preso pelo crime da mesma natureza ocorrido no município de Inocência, quando foram levados 30 bovinos de uma propriedade rural, em fevereiro deste ano. Ele está preso numa penitenciária de Cassilândia e vai responder por mais um caso de furto.

O segundo mandado de prisão foi cumprido contra um rapaz, de 23 anos, na manhã desta terça-feira, por volta das 6h, no condomínio Alexsander, no residencial Orestinho, por participação no roubo de uma caminhonete, em fevereiro deste ano. Não há informação se os dois casos têm relação.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE