BATAYPORÃ: 100 dias de Governo - ''casa em ordem e caminho aberto para investir'', analisa Germino Roz

Prefeito de Batayporã avaliou início da gestão e elencou prioridades atendidas nos três primeiros meses à frente do Executivo

| ASCOM/PMB


Contas em dias foram um desafio para alavancar gestão pública - Foto: PMB/Divulgação

Neste sábado (10), o prefeito de Batayporã, Germino Roz (PSDB), contabiliza seus 100 primeiros dias como chefe do Executivo. A liderança destacou as metas de gestão já atingidas, como o ajuste das contas públicas, e também as novas prioridades que emergiram no período.

“O ritmo é pesado porque sempre há muito o que se fazer, mas esse marco é importante para nos fazer refletir. Um momento de comemorar e de realinhar projetos”, pontuou Germino. Segundo o prefeito, o objetivo de equilibrar o caixa público foi um dos principais esforços empenhados até agora.

“A situação estava caótica. Não havia dinheiro para coisas muito básicas e ainda enfrentamos um golpe, que foi a inclusão do município na restrição do CAUC (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias). Isso simplesmente iria travar a administração e desembolsamos R$ 545 mil do dia para a noite para conseguirmos as certidões positivas e voltarmos a receber recursos do Estado e do Governo Federal”, contou.

O situação decorreu de débitos atrasados da Prefeitura com o INSS referentes a 2020, o que causou um entrave junto à Receita Federal. “Quando fomos notificados dessa dívida, todo nosso trabalho de economia e otimização do uso dos recursos foi o que nos salvou e permitiu a regularização”, complementou.

A organização não foi só no financeiro. Com a necessidade visível de manutenção, a limpeza urbana ganhou várias forças-tarefas. Tapa-buracos, roçagens, podas e mutirões estão entre as ações que são desempenhadas todos os dias. “Essa é uma demanda muito presente e as nossas equipes abraçaram a causa, o que é muito bom porque a população está acompanhando a diferença na qualidade e no visual da cidade”, descreveu.

O mesmo ocorreu na zona rural, que está superando problemas severos nas estradas. Foi preciso nivelar vários trechos e refazer pontes. Recentemente, o trabalho ganhou um reforço com a aquisição de uma motoniveladora, fruto de emenda parlamentar e contrapartida do Estado. “Esse maquinário é uma petição nossa de muito tempo e vale R$ 500 mil. A motoniveladora vai acelerar a manutenção das vias e também deve apoiar os produtores locais”, explicou.

E se a palavra é infraestrutura, na cidade, o asfaltamento foi ampliado significativamente. A Vila Militar está sendo pavimentada por meio de convênio com a Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) no valor total de R$ 1.093.490, 07, dos quais R$ 118.490 são oriundos do caixa da Prefeitura.

Novas obras e retomada de projetos estão entre marcos do período - Foto: PMB/Divulgação

Já na Vila Maria Gonçalves, houve retomada de obras em trechos das ruas Eugênio Gamba, José Gomes do Nascimento e na Alcides Sãovesso, também incluída no contrato de R$ 484.584,21. “Essa ordem de serviço é de janeiro de 2020 e deveria ter sido concluída em oito meses a partir da data. Estava tudo parado e fizemos essa regularização. Como eu já disse antes: ninguém ganha nada com obra parada”, enfatizou o prefeito.

Trabalho em equipe

Conforme Germino, todos os êxitos do período só foram possíveis devido ao comprometimento da gestão. “O secretariado se pauta no profissionalismo e no bem público. Outro parceiro que faz a diferença é o nosso vice-prefeito (Cacildo Paião – PSD). Essa visão do grupo somada à colaboração dos servidores, é poderosa. Os méritos já se destacam regionalmente”, celebrou.

É o caso do desempenho de Batayporã na vacinação contra a Covid-19. Conforme atualização de sexta-feira (9) do vacinômetro da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES-MS), o município registra os índices de 103,41% de doses aplicadas sobre recebidas para D1 (primeira dose) e 124,95% para D2 (segunda dose).

A meta da SES é que as cidades atinjam pelo menos a casa dos 90% nas duas situações. “Poucos municípios têm mantido esse desempenho, sempre estivemos acima da meta e queremos deixar isso muito demarcado para enaltecer o trabalho da Saúde junto à população. Por isso criamos o #Batayporãacimadameta, que é uma forma de valorizar e divulgar a celeridade e a responsabilidade na imunização”, esclareceu.

Diálogo e transparência

Segundo Germino, a experiência acumulada como vereador norteia o princípio da gestão: transparência. O diálogo com os parlamentares tem sido constante, bem como as ações de incentivo à fiscalização e controle social.

Para prefeito, “visão coletiva somada à colaboração dos servidores é poderosa” - Foto: PMB/Divulgação

Agora, a Câmara Municipal tem acesso às áreas até então restritas da gerência de projetos via Plataforma +Brasil, uma ferramenta do Ministério da Economia para a gestão de convênios e contratos de repasse. O login da plataforma foi compartilhado espontaneamente pelo Executivo.

“Esta é uma ação prática, mas o respeito mútuo entre os Poderes sempre será a principal base. Só faço questão de coerência nas cobranças, porque é preciso evoluir e ter humildade para aceitar as críticas quando elas são inteligentes”, detalhou.

Caminho aberto

A avaliação geral da gestão foi classificada por Germino como um “caminho aberto para avançar”. “A casa está em ordem para prosseguirmos e investir maciçamente em novas obras, novas aquisições e na ampliação dos serviços. Passamos da fase de “apagar incêndios” e estabelecemos uma estrutura muito forte com a devida credibilidade para atrair o desenvolvimento que Batayporã tanto necessita e merece”, finalizou.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE