Dupla que usava lava-jato com entreposto do tráfico, é presa com 149 Kg de droga

| CAMPO GRANDE NEWS


Droga apreendida com os criminosos. (Foto: Choque)

Dois traficantes que usavam um lava-jato no Jardim América, como entreposto do tráfico foram presos na tarde desta terça-feira (29), com 149 quilos de maconha e skank, em Campo Grande. O primeiro flagrante ocorreu em um lava-jato da Rua Aguiar Pereira de Souza onde policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar, prenderam um homem, de 40 anos, após encontrarem dentro de um Fiat Palio, um pacote com 2,4 quilos de maconha.

A varredura no interior dos veículos que estavam estacionados no pátio do lava-jato, foi feita com o auxílio de cães farejadores. Na oficina da empresa os policiais também encontraram um pacote com 26 munições de calibre .38 e .380.

As equipes do batalhão foram ao local, justamente para apurar uma denuncia anônima de que havia um veículo com restrição criminal e drogas no lava-jato. Um outro veículo modelo Voyage também estaria sendo usado para levar as drogas até o local.

Contudo, durante o patrulhamento outra equipe localizou na Rua Joaquim Alves Pereira, na região do Bairro Pioneiros, um Voyage com as mesmas características denunciadas.

Ao se aproximarem do veículo o condutor do carro, de 45 anos, saiu correndo para dentro de uma residência, mas acabou sendo alcançado pelos policiais no momento em que tentava pular um muro do terreno.

O suspeito era alvo de um mandado de prisão e durante um depoimento inicial, admitiu que estava escondendo 146,6 quilos de maconha no imóvel. Ele teria sido contratado para armazenar a droga no local e o dinheiro, ainda segundo o criminoso, seria usado no suposto tratamento de sua esposa que está doente.

Ele ainda revelou que o dono da droga é conhecido como “Paraguai' e foi quem teria contratado os seus serviços. A droga foi encontrada dentro dos quartos do imóvel, juntamente com 3 balanças de precisão, usadas na pesagem da droga. Presos, os suspeitos foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) onde foram autuados por tráfico de drogas.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE