De bicicleta, sitiante morre atropelado por caminhonete em rodovia

Acidente ocorreu por volta de 11h30 de hoje entre os distritos de Vila Vargas e Vila Sapé

| HELIO DE FREITAS, DE DOURADOS / CAMPO GRANDE NEWS


Corpo de sitiante no meio da rodovia e equipe da CRR MSVia no local (Foto: Sidnei Bronka/Ligado na Notícia)

Mais uma pessoa morreu atropelada na BR-163 entre Dourados e Rio Brilhante. O acidente ocorreu por volta de 11h30, próximo ao distrito de Vila Vargas. É a segunda morte ocorrida nesse trecho da estrada federal em 12 horas.

A mais recente vítima foi o sitiante Antonio Alves da Silva, 75 anos. Ele seguia de bicicleta em direção a sua casa quando foi atropelado por uma caminhonete S10 prata com placa de Campo Grande. O condutor da caminhonete ainda não teve o nome divulgado.

De acordo com informações apuradas no local por equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e da Polícia Civil, Antonio era dono de um sítio na beira da rodovia.

Hoje de manhã, ele seguiu de bicicleta até o núcleo urbano de Vila Vargas para comprar café e quando voltava para casa foi atropelado ao tentar atravessar a estrada.

A pancada do corpo no veículo foi tão forte que a S10 ficou com a coluna da porta direita e o capô amassados e o para-brisa quebrado. A roda dianteira e o guidão da bicicleta foram arrancados. Antonio morreu no ato. Peritos da Polícia Civil foram ao local para os levantamentos de rotina.

Outra morte – Por volta de 23h de ontem, Márcio Inácio da Silva, 32, morreu atropelado por carreta no trecho da BR-163 que passa pelo município de Douradina. Morador no distrito de Vila Formosa, em Dourados, ele teria se jogado em frente à carreta.

Testemunhas informaram que Márcio tinha depressão. Ontem à noite, ele foi a pé de Vila Formosa até Cruzaltina, na beira da estrada, onde se matou com uma bíblia na mão. (Colaborou Sidnei Bronka)



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE