Candidata no MS pede ‘bênção’ a Nossa Senhora e posta foto com arma

| BRASIL 247


Foto: Reprodução

247 - A campanha de Juliana Gaioso, que quer ser vereadora em Campo Grande, tem gerado críticas nas redes sociais, especialmente por conta de uma foto em que ela aparece segurando uma arma com a mão direita e uma imagem de Nossa Senhora da Aparecida com a esquerda.

Seu partido é o PSL e seu número é 17, ex-partido de Jair Bolsonaro, a quem ela se refere como “querido presidente” e com quem posta fotos nas redes sociais. A seguinte frase acompanha a foto de divulgação: “Dai-nos a benção, oh mãe querida. Nossa Senhora Aparecida”.

Juliana, que já foi assessora de Soraya Thronicke (PSL) no Senado, se define como “terrorista de direita” e já foi alvo de denúncia na Procuradoria-Geral da República pelo deputado federal Fábio Trad (PSD) por suposto envolvimento em grupos extremistas em Campo Grande, atuando para cometer crimes contra o estado democrático de direito.

Fábio Trad disse que recebeu prints de publicações de Juliana Gaioso ofensivas ao estado democrático e com ameaças genéricas aos Trad, informou reportagem do site Campo Grande News.



Comentários

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE